best365体育投注英超_首頁(欢迎您)

<code id="yr0pe"><rp id="yr0pe"><table id="yr0pe"></table></rp></code>
    <track id="yr0pe"><strike id="yr0pe"><ol id="yr0pe"></ol></strike></track>

    <pre id="yr0pe"></pre>
    <output id="yr0pe"></output>
    <tr id="yr0pe"></tr>

      <pre id="yr0pe"></pre>
    1. FMI revisa previs?o da economia mundial para contra??o de 4,4% em 2020

      Fonte: Xinhua    15.10.2020 15h29

      O Fundo Monetário Internacional (FMI) projetou na ter?a-feira que a economia mundial deverá sofrer uma contra??o de 4,4% em 2020, 0,8 ponto percentual acima da previs?o de junho, de acordo com o mais recente Relatório sobre as Perspectivas Econ?micas Mundiais (WEO em inglês).

      "Esta atualiza??o deve-se a resultados um pouco menos drásticos no segundo trimestre, bem como a sinais de uma recupera??o mais forte no terceiro trimestre, compensada em parte por rebaixamentos em algumas economias emergentes e em desenvolvimento", explicou a economista-chefe do FMI Gita Gopinath em uma coletiva de imprensa virtual.

      Em 2021, projeta-se que o crescimento se recupere para 5,2%, -0,2 ponto percentual abaixo da proje??o de junho.

      O FMI aumentou sua previs?o para as economias avan?adas para 2020 para uma contra??o de 5,8%, seguida por uma recupera??o do crescimento para 3,9% em 2021, mostrou o relatório.

      Estima-se que a economia dos Estados Unidos encolherá 4,3% este ano, enquanto a Zona do Euro está em vias de retrair 8,3%. A economia britanica terá uma contra??o de 9,8%, enquanto que a economia do Jap?o poderá declinar 5,3%.

      Para os países emergentes e em desenvolvimento (excluindo a China), o FMI apresentou uma retra??o com um crescimento previsto de 5,7% em 2020 e, em seguida, uma recupera??o para 5% em 2021.

      Para o Brasil e a Rússia, prevê-se uma contra??o de 5,8% e 4,1% respectivamente, enquanto que a economia da índia poderá ter uma retra??o de 10,3%. A China deverá crescer 1,9%, a única grande economia que poderá ter um crescimento este ano.

      O crescimento cumulativo da renda per capita para as economias emergentes e em desenvolvimento (excluindo a China) no período de 2020-21 deverá ser inferior ao das economias avan?adas, o que significa que a disparidade nas perspectivas de renda entre os dois grupos deverá piorar, observou Gopinath.

      é provável que a jornada para sair desta calamidade seja "demorada, desigual e de grandes incertezas", disse ela. "é essencial que o apoio da política fiscal e monetária n?o seja prematuramente retirado, na medida do possível".

      (Web editor: Renato Lu, editor)

      0 comentários

      • Usuário:
      • Comentar:

      Wechat

      Conta oficial de Wechat da vers?o em português do Diário do Povo Online

      Mais lidos

      best365体育投注英超